O protecionismo empobrece o Nordeste

O povo nordestino está cansado de ter que pagar valores exorbitantes para adquirir bens e serviços básicos que seriam muito mais baratos se tivéssemos acesso ao mercado internacional.

O povo nordestino cansou de ser servo de “engenheiros sociais” que decretam o que deve ou não ser feito a partir do conforto de seus escritórios em Brasília.

O povo nordestino cansou de ser reserva de mercado da indústria sulista e seus empresários que se acostumaram aos mais absurdos privilégios concedidos pelo governo federal.

CHEGA!

Queremos abrir nossos portos e aeroportos, ter acesso aos bons serviços dos europeus, à indústria criativa dos americanos, aos produtos baratos dos chineses, à tecnologia dos japoneses e sul-coreanos, aos sistemas de irrigação dos árabes e a todas as vantagens que o grande fluxo de comércio global pode nos proporcionar.

Nós estamos nos aproximando de 2020, nossa região se localiza em uma das posições geográficas mais cobiçadas do Ocidente, e nosso povo continua passando por dificuldades que a civilização já superou há séculos, como a fome, o acesso à água e o saneamento básico.

O protecionismo nos condena ao subdesenvolvimento, e o subdesenvolvimento fragiliza nossa população, deixando-a vulnerável às mais nefastas ideologias políticas que o mundo moderno produziu.

Na economia somos vassalos de Brasília, na política ficamos reféns de demagogos que se aproveitam da penúria de nossa gente para mentir descaradamente, fazendo promessas impossíveis de se cumprir, enquanto saqueiam nossos cofres para abastecer seus partidos e dar conforto aos seus correligionários, que vivem despreocupados, com seus salários e cargos vitalícios às custas do trabalho suado do sertanejo.

O Nordeste só quer ser brasileiro se o Brasil permitir ao Nordeste ser nordestino.

E o nordestino quer ter liberdade para se relacionar com todos que podem o auxiliar no desenvolvimento de sua região, e não com aqueles que o proíbem de ser livre.

Queremos uma redução brutal nas tarifas de importação praticadas pela união, facilitação dos negócios e melhores condições para que empresas estrangeiras se instalem em nosso território, trazendo emprego, renda, tecnologia e conhecimento.

As eleições municipais estão chegando e convidamos todo o povo nordestino a apoiar apenas aqueles que se dispõem a levar esta pauta à frente.

Mudemos!


LEONARDO FERREIRA
Editor-chefe
Graduado em Ciências Econômicas e Comércio Exterior pela Universidade de Fortaleza
Fundador e Conselheiro do Clube Atlas


Clique na imagem acima e doe a partir de R$1,00/mês para se tornar um de nossos apoiadores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: