Pare de servir a metrópole, apoie os times do Nordeste

Primeiramente nós queríamos deixar claro que cada pessoa é completamente livre para se associar às instituições esportivas e culturais que desejar. Portanto sempre defenderemos a liberdade de um paraibano torcer para o Flamengo ou para o Corinthians, assim como para o Gamba Osaka do Japão ou o Lokomotiv Moscou da Rússia. Você é livre para dar sua audiência a quem quiser.

Mas nós também somos livres para dar nossa opinião e vamos tentar aqui, por um breve momento, nesta humilde posição de movimento político, tentar lhe dizer porque seria muito importante que você apoiasse os clubes de futebol do Nordeste.

Nós sabemos que o futebol do Sudeste é muito superior ao nosso em uma série de aspectos: dinheiro, infraestrutura, tradição, cobertura jornalística, engajamento de torcedores etc etc. Ninguém vai fazer discurso demagogo aqui e ignorar esta verdade. Estamos há décadas de distância do futebol sudestino e reconhecer esta realidade é fundamental para que possamos mudá-la.

É por isso que compreendemos porque o seu Zé, lá no interior de Alagoas, prefere torcer para o Vasco da Gama ao invés do CRB ou o CSA (ambos de Maceió). Parece mais divertido participar da “elite do futebol brasileiro” ao escolher logo um time que lá já está. Afinal de contas daria um trabalhão investir em um clube ao ponto dele alcançar a competitividade de um time da Série A.

Mas o seu Zé está errado. Nada é mais gratificante no mundo do esporte do que ver seus representantes locais se destacando a nível nacional ou até internacional. Nenhuma alegria fornecida por um time sudestino se compara ao orgulho que temos quando um time nordestino se classifica para a sul-americana (como o Fortaleza e o Bahia fizeram) ou ganha a Copa do Brasil (como o Sport fez).

Mas para que os times nordestinos se destaquem nacionalmente, é essencial que o povo nordestino direcione seus recursos para os clubes locais, seja com uma simples audiência televisiva (sim, sua audiência vale dinheiro), seja se tornando sócio, comprando ingressos ou adquirindo produtos oficiais dos clubes.

Toda vez que um nordestino liga na TV Globo para assistir ao Flamengo ou acessa portais de notícias esportivas para ler sobre o Palmeiras ou o São Paulo, ele está dando dinheiro a esses clubes, elevando os números de audiência que serão usados por eles para conquistar contratos de patrocínio e cobertura jornalística mais atraentes. Em outras palavras: o mero ato de torcer e acompanhar um time do Sudeste faz com que os times do Sudeste sejam mais fortes, mais ricos, e muito mais difíceis de serem alcançados pelos clubes locais, clubes estes que muitas vezes estão a alguns bairros de distância da sua casa, lutando para pagar suas contas e manter um plantel razoável para disputar a Série B e a Série C (onde a maioria dos nossos times estão).

Sabemos que os nordestinos querem apoiar seus clubes, mas parece que querem fazer isso efetivamente somente APÓS esses clubes ganharem destaque nacional. Nós queremos sugerir outro caminho: apoie o clube da sua cidade/estado ANTES dele ganhar notoriedade nacional. Quanto menor o clube, mais gratificante será para você participar dessa história. É aquele mesmo princípio do mercado de capitais, compre a ação de uma pequena empresa, e contribua para que ela um dia seja grande e lucrativa.

Se você torce para o fortalecimento dos times do Sudeste, provavelmente seus filhos só terão a opção de torcer para os times do Sudeste (se optarem por uma conduta semelhante à sua), mas se você trabalhar pelo crescimento dos times do Nordeste hoje, talvez seus filhos não pensarão duas vezes para decidir torcer pelos times da região, já que eles terão condições de encarar os clube do Sul e do Sudeste de igual para igual.

Os times do Sul, como o Grêmio e o Internacional, são campeões mundiais não com o apoio de grandes emissoras de televisão ou patrocinadores, mas porque o povo gaúcho torce incondicionalmente para os times daquela região, assistem apenas aos jogos dos clubes locais, vão ao estádio, aderem a programas de sócio-torcedor, compram produtos oficiais dos clubes etc. Um gaúcho que torce para um time do Sudeste se torna um verdadeiro motivo de chacota entre seus conterrâneos. Nesse aspecto, temos que dar o braço a torcer e reconhecer que temos muito o que aprender com os sulistas.

Mas por que uma página de política está abordando esse tema?

Porque o esporte está fortemente ligado à política, à identidade e à força cultural de um povo, e isso reflete diretamente no desenvolvimento de uma região, seja economicamente, cientificamente ou militarmente. É por isso que os americanos levam o esporte tão a sério, dão bolsas de estudo generosas aos seus jovens atletas e fazem questão de manter o país no topo do quadro de medalhas das olimpíadas. É por isso também que a China tem investido tanto no esporte e rivalizado com os americanos nas últimas edições das olimpíadas.

Ao optar por apoiar times do Sudeste, o nordestino reforça um espírito de “colonizado”, como se sua região não tivesse uma cultura e uma identidade capazes de integrar seu povo, como se nossa existência dependesse da identidade do povo paulista e principalmente do povo carioca. Aqui cabe a ênfase do “povo carioca”, pois nossa região é inundada de cultura carioca por meio da força da TV Globo e suas novelas que, na maioria das vezes, são representações do dia-a-dia da cultura carioca e fluminense. O resultado disso? Uma certa confusão de identidade entre nosso povo, que ao mesmo tempo que tenta se autoafirmar, também tem dificuldade em dissociar seus costumes do que é transmitido pelas telenovelas.

A TV Globo transmite o Rio de Janeiro e chama aquilo de “Brasil”. O Rio de Janeiro é uma importante cidade do Brasil, mas não é o Brasil. Os povos de outras regiões devem ter a independência e a autoestima de chegarem no exterior e dizer: “não, o Brasil não é só o Cristo Redentor, aquilo é o Rio de Janeiro, eu sou do Nordeste/Norte/Sul/Centro-Oeste, lá a coisa é bem diferente”.

Que tal deixarmos de ser “colônia” da TV Globo? Que tal apoiarmos nossos clubes? Estamos na era da informação, com um clique podemos escolher se daremos audiência ao comentarista local que mora a alguns quarteirões da gente ou ao jornalista da Globosat que menciona rapidamente os times nordestinos com aquele sorrisinho amarelo de quem quer ser legal com o Nordeste mas no fundo pouco se importa com o que está acontecendo por aqui.

Nós temos quatro times na elite do futebol brasileiro, e temos tudo para termos mais representantes. Nós temos uma população de mais de 50 milhões de pessoas, quase o dobro da região Sul (que tem 3 times na Libertadores), imagine se toda esta população direcionasse seu apoio aos times locais? Certamente teríamos representantes na Libertadores todos os anos, assim como teríamos mais clubes na parte de cima da tabela do brasileirão. Além disso, teríamos muito mais condições de manter nossos craques jogando por aqui, aqueles que brilham nos times do Sudeste e da Europa e com certeza teriam vontade de jogar perto de suas famílias.

Apoiar nossos clubes é apoiar nossa cultura, nossos costumes e nosso povo, o que traz benefícios grandiosos para o nosso desenvolvimento. A pobreza econômica é, dentre outras coisas, uma pobreza de identidade, ajude-nos a mudar esta realidade.

Este post é também um cumprimento às páginas Lampions League e Copa do Nordeste, que vêm fazendo um trabalho brilhante no fortalecimento do nosso futebol, não deixando nada a desejar em relação às coberturas jornalísticas do Sul e do Sudeste.

Torça por nossos clubes, torça pelo Nordeste.


LEONARDO FERREIRA
Editor-chefe
Graduado em Ciências Econômicas e Comércio Exterior pela Universidade de Fortaleza
Fundador e Conselheiro do Clube Atlas


Clique na imagem acima e doe a partir de R$1,00/mês para se tornar um de nossos apoiadores

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: